• Suzana Brito e Angelo Viviani

Educação financeira: como lidar?

O que vem à sua mente quando surge o tema Educação Financeira? Muitos dirão apenas uma palavra: ECONOMIZAR. Mas garanto que não é só isso.


Além de abrir mão de alguns gastos desnecessários ou, como resposta clichê, economizar, é preciso seguir algumas outras dicas para, de fato, adentrar no assunto e praticar uma educação financeira pessoal eficaz. Antes de conhecer essas dicas, é importante entender o conceito de Educação Financeira, segundo o Banco Central do Brasil:


“A educação financeira é o meio de prover os conhecimentos e informações sobre comportamentos básicos que contribuem para melhorar a qualidade de vida das pessoas e de suas comunidades. É, portanto, um instrumento para promover o desenvolvimento econômico. ”


Compreendida sua função, agora vamos elencar algumas dicas importantes sobre o assunto:


Tenha uma ferramenta de controle pessoal: existem vários aplicativos gratuitos (GuiaBolso é um deles) que ajudam no controle dos gastos. Além disso, há planilhas no Excel que auxiliam nas finanças.

Assim, você já se policia com os gastos mensais, entre outras ganhos e obrigações.


Renegocie as dívidas antes de guardar dinheiro: esta deve ser sua primeira prioridade financeira. Antes de começar a poupar, é importante saber quais são suas dívidas, o valor e procurar seus credores para renegociar o pagamento. Lembre-se de fechar um acordo que você efetivamente possa cumprir.

Dessa forma, você consegue ter mais prazo ou parcelas para saldar a dívida, na medida em que você não se envolva com muitas delas.


Crie uma reserva de emergência: sabe quando acontece de um carro quebrar, surge a necessidade de caros remédios, material escolar que não estava previsto na lista… Para lidar com estas despesas inesperadas sem ter que fazer um rombo na conta corrente conte com um fundo de emergência. Poupe um pouco todo mês até chegar à quantia equivalente de três a seis meses da sua renda mensal.

Criando essa reserva você já pode dizer que poupa e se tranquiliza em relação aos imprevistos futuros.


Encontre uma taxa de juros melhor: é muito importante ao se comprar parcelado qualquer produto, pesquisar em variados estabelecimentos para se obter a melhor taxa de juros.

Fique esperto com as dívidas!


Cuide da aposentadoria o quanto antes: Pagar uma previdência privada o quanto antes pode ser uma boa alternativa para sua aposentadoria, principalmente com essas mudanças que estão por vir na lei brasileira.

Cuidado a longo prazo.


Comece a investir: Cada necessidade tem um tipo certo de investimento. Saber investir seu capital em determinada ação, poderá trazer bons resultados financeiros.

Aquele dinheiro que não é reserva de emergência ou que sirva para gastos gerais, pode ser aplicado de acordo com suas possibilidades e expectativa de ganho.


De qualquer forma, não deixe para amanhã. Já se planeje e se eduque verdadeiramente na parte financeira para não se desesperar a longo prazo e as dívidas não corroerem seu bolso 😊



A EPPEN JR desenvolveu um treinamento de Educação Fianceira cujo os responsáveis foram os membros Angelo Viviani e Lucas Liu. Esse treinamento foi fundamental para os membros, no sentido do conhecimento gerado pelo aprofundamento no assunto. O projeto foi desenvolvido, basicamente em tópicos, contendo dicas sobre como administrar o dinheiro e, também, mostrando possibilidades em investir aquela grana sobrando no orçamento.

#educaçãofinanceira #poupança #finanças #dívidas #dinheiro #reserva #taxadejuros #aposentadoria #treinamento #investimento #investir

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo