• Leonardo Capriolli

A importância da organização e do planejamento na vida pessoal


Em um mundo com acesso irrestrito a informações e notícias 100% atualizadas, acompanhadas de mecanismos de pesquisa instantâneos, a tomada de decisão passa a se tornar uma atitude cada vez mais impulsiva, de modo que planejamentos e organizações pessoais, pilares de extrema importância tanto para a vida pessoal quanto a vida profissional, são deixados em segundo plano.

O crescimento das redes sociais e tecnologia de informações, de um lado, é benéfico ao ambiente empresarial, quando tangente às questões de eficiência nos seus processos e documentações, uma vez que a comunicação entre diversos setores e prestadores de serviços em uma empresa se torna instantânea e documentos passam a ser facilmente escritos e manuseados em computadores e celulares. Entretanto, o movimento em questão acarreta em diversos fatores, tais como o crescimento da volatilidade de relações interpessoais assim como o anseio pela instantaneidade e rapidez, afetando de maneira estrondosa o planejamento e a organização pessoal. Deste modo, as atitudes e os pensamentos que permeiam os jovens no mercado de trabalho são de ansiedade e compulsão, carecendo de uma estrutura analítica, na qual distribui-se pesos, analisa-se cenários controversos ou mesmo a possibilidade de sucesso ou fracasso, sendo cada vez mais provável um cenário frustrante ao sujeito.

Posto isso torna-se evidente que, independentemente de avanços tecnológicos e sistemas operacionais adaptando-se às empresas, a autorreflexão, assim como a capacidade analítica de um sujeito, é de extrema importância para seu desenvolvimento, seja para a elaboração de uma proposta em uma empresa ou mesmo para a tomada de decisão na vida pessoal.

#Planejar #organização #Criatividade #Relacionamento

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo