• Bruna Borges

Estudo de caso-Estratégia da Disney, o segredo do sucesso


Mickey Mouse

A Disney foi fundada em 1923, por Walt Disney e seu irmão Roy, como sócio igualitário. Atualmente é uma grande referência tanto no mundo do cinema quanto relacionado a parque de diversão.

Mickey Mouse, um rato muito simpático, conquistou o público e logo virou mascote da empresa, sendo até uma referência direta a marca, além de suas icônicas orelhas, marca registrada de Mickey e também a própria Disney.

A empresa, no campo da administração, é reconhecida por sua estratégia criativa, a qual consiste em organizar o pensamento para ampliar a capacidade e assim alcançar metas e sonhos.

Esta estratégia foi idealizada pelos pesquisadores e desenvolvedores da Programação Neuro-Linguística: Todd Epstein e Robert Dilts, que realizaram o estudo do processo de criação feito por Walt Disney.

A estratégia chama-se PNL, é uma como se fosse uma sequência das personalidades de sonhador, planejador e crítico, mas estas não atuam ao mesmo tempo, pois, um projeto é submetido a estes três filtros para ocorrer sua validação. Ela deve ser utilizada em projetos grandes e que precisam de um plano de ação concreto.

Outra característica estratégica interessante da Disney era seu organograma na época que Walt estava presente, e deve ser observado a complexidade, pois, é notável a participação do CEO como criador das histórias.

Outra característica do organograma é que ele não está subindo, mas sim descendo, diretamente ao público, mostrando que onde nasce as ideias são da alta administração (Walt Disney), e os departamentos devem desenvolver suas funções com base na direção, que é o ponto central do organograma. Sendo os departamentos administrativos, ou melhor dizendo, mais alheios a produção das animações, em volta da produção, não deixando claro se existia uma hierarquia para processos burocráticos ou se era uma gestão mais horizontal neste setor de gerenciamento.

A empresa criada por Walt Disney ainda é referência administrativa a outras empresas, devido suas peculiaridades estratégicas em relação a processos criativos e a gestão destes processos, também sendo um grande exemplo do tratamento ao público, até o plano de gestão.


253 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo