• Thalia Lima

Por que é importante se adaptar ao e-commerce?


A atual conjuntura, na qual todo o planeta está inserido, vem transformando o cotidiano de bilhões de pessoas. Todos estão sendo afetados pela quarentena de alguma forma, direta ou indiretamente, e a adaptabilidade se faz essencial para os negócios neste momento: um estudo feito pela Intelipost mostrou que várias empresas têm aderido a modalidade de e-commerce. Os dados foram coletados entre os dias 26 de fevereiro a 10 de maio deste ano, e mostram que São Paulo lidera a lista dos estados que cresceram em compras online, com 64%, seguido pelo Amapá, com 53%, e Rio de Janeiro e Sergipe, ambas com 52% de consumo pela internet.


É inegável que a quarentena moldou o comportamento do consumidor, e sendo assim, cabe às empresas se adaptarem à essa nova realidade. O e-commerce tem se mostrado uma ferramenta fundamental para manter a economia ativa, já que estamos vivendo uma transformação na forma como as pessoas vivem e se comportam. Sair de casa para consumir se tornou uma prática arriscada, e ignorar essa circunstância é prejudicial para vida útil de qualquer negócio.



Mas afinal, o que é e-commerce?

Também conhecido como "comércio eletrônico", o e-commerce é uma modalidade de comércio onde os negócios e transações financeiras são realizadas via dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores, tablets e smartphones. Você pode praticar o e-commerce por diferentes canais de vendas, sendo a loja virtual mais popular. Também é possível usar essa ferramenta por meio de marketplaces, mídias sociais e entre outros.



E como conciliar o e-commerce à uma loja física?

O ideal é manter as duas modalidades de comércio, mas destinar maiores investimentos para a loja online. Dessa maneira, procure trazer os seus clientes da loja física para consumir o seu e-commerce, reeduque-os por meio de conteúdos relevantes e apresente as vantagens de comprar pela internet.

Assim, mesmo se você precisar fechar a loja física ou se ela estiver vazia por conta da quarentena, você terá esse outro canal de negócio, que continuará sendo vantajoso com ou sem pandemia.



Como ter um e-commerce eficiente?

A gente sabe: não é fácil resolver trabalhar com uma nova modalidade de vendas do dia pra noite.

Então, se você está pensando em entrar no mundo do e-commerce, aqui vão algumas dicas especiais da EPPEN JR!

Invista! Uma loja online precisa ter qualidade e isso requer investimento;

• Procure ter catálogos que apresentem os produtos mais relevantes para o consumidor;

Facilite o tráfego do site para que o cliente chegue o mais rápido possível no produto que ele quer comprar;

• Certifique-se de que produtos que não poderão ser entregues - devido à quarentena - não apareçam na loja;

• Mantenha-se informado sobre a frequência de entrega das transportadoras;

• Seja transparente com os consumidores sobre os prazos.

Além disso, precisamos ressaltar que para ter um e-commerce bem sucedido, é essencial ter uma estratégia de mídias sociais eficiente, pois essa é a melhor maneira de entregar mais visibilidade à empresa e, assim, conquistar novos clientes.

Disso tudo, podemos concluir que o e-commerce se apresenta, neste momento, como uma saída moderna para fazer as receitas voltarem a subir e, de quebra, atender as demandas de milhares de pessoas!


Precisa de ajuda pra administrar o seu negócio nessa quarentena? Você pode entrar em contato com a EPPEN JR clicando aqui.



Quer saber mais sobre a gente?

Confira agora nosso artigo "O que é uma Empresa Júnior?"

e nos acompanhe nas redes!

EPPEN JR Consultoria

UNIFESP Osasco


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo