• EPPEN Júnior

3 dicas de métodos de gestão de estoque para pequenas empresas




O estoque é uma das partes mais valiosas de um negócio. É nele que se encontra parte dos ativos da empresa, constituindo-se como bens de alto valor agregado, onde a perda de parte desses produtos pode ocasionar danos irremediáveis à organização. Por esse motivo, é imprescindível que toda empresa realize uma boa gestão de seu estoque, tema abordado no post de hoje.

A gestão de estoque diz respeito à organização e ao controle da quantidade de cada produto em um determinado período de tempo na empresa, seja ele matéria-prima, insumos ou produtos acabados. O objetivo da gestão de estoque é evitar a falta ou o excesso de mercadorias, diminuindo o risco de prejuízos e perdas, além de promover o equilíbrio entre armazenamento e vendas.

Importância

Como dito anteriormente, a gestão de estoque possibilita o balanceamento entre entradas e saídas, impedindo gastos acima do necessário ou falta de produtos. Diante disso, vê-se a importância da gestão de estoque no atendimento das demandas, na otimização dos recursos disponíveis e na redução dos gastos desnecessários.

Gestão de estoque em pequenas empresas

Existem diversas metodologias aplicáveis à gestão de estoque, como PEPS, UEPS, Curva ABC, Just in time, entre outras. Mas, os micros e pequenos empreendedores podem ter em sua empresa uma boa gestão de estoque a um baixo custo, existem diversas formas, mas vamos abordar 3 delas logo abaixo:

  • Crie inventários

Os inventários são uma excelente alternativa para empreendedores que querem controlar seu estoque por um baixo custo, já que o mesmo pode ser feito em planilhas simples ou até mesmo de forma manual, com papel e caneta. Apesar da simplicidade, com o inventário é possível organizar a disposição dos produtos, identificar a data de vencimento de cada um a fim de não se perder mercadorias e proporcionar agilidade para diversos processos da empresa.


  • Acompanhe suas vendas

Ter o controle das vendas é essencial para um negócio, já que assim evita-se o risco de faltar ou sobrar produtos. Baseado nisso, a gestão de estoque facilita o planejamento de compras da organização, ao passo que auxilia o administrador a compreender melhor as necessidades da empresa, fazendo com que se compre material suficiente para suprir a demanda do período.


  • Elabore fichas de identificação dos produtos

Independente da forma de organização do inventário, seja por papel ou planilha, é crucial que cada produto tenha uma ficha de identificação com dados como fabricante, lote, custo, cor e outras informações que o gestor achar pertinente. Dessa forma, torna-se mais fácil e rápida a tomada de decisão e o processo de escolha do produto.

Com organização e planejamento, os processos tornam-se mais ágeis, as decisões mais assertivas e o seu negócio cada vez maior.


33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo