• Matheus Ribeiro

O que é a Taxa Selic e como ela influencia na sua vida financeira?


Com certeza você já deve ter ouvido falar na televisão, no rádio ou lido por aí na internet sobre a taxa Selic e a sua importância para a nossa economia, mas você realmente sabe o que ela significa e como impacta a vida financeira de milhões de brasileiros?

A taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. A sigla Selic quer dizer Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, ambiente administrado pelo Banco Central e onde são, diariamente, comprados e vendidos títulos públicos.

O que são essas operações?


São empréstimos de curto prazo, com vencimento em até um dia, realizados entre instituições financeiras. Para entender isso, é necessário saber que, para controlar a quantidade de dinheiro em circulação e evitar o aumento da inflação, por lei, toda instituição financeira é obrigada a depositar determinada quantia dos depósitos recebidos no dia em uma conta no Banco Central. Contudo, ao final do dia, os bancos nem sempre obtém a quantidade requerida e, por isso, pegam dinheiro emprestado com outros bancos (com a finalidade de ter o valor necessário na conta do BC) e em troca oferecem títulos públicos como forma de garantia. A taxa Selic é a taxa média das operações registradas nesse sistema.

A taxa Selic Meta, que é a que conhecemos, é definida a cada 45 dias pelo COPOM (Comitê de Política Monetária), órgão do Banco Central, que estabelece se a taxa deve se manter estável, aumentar ou diminuir de acordo com a atual situação econômica do país. Denomina-se meta porque o governo utiliza mecanismos, que nesse caso é a própria negociação de títulos públicos, para que a taxa Selic “efetiva” chegue o mais próximo do valor determinado. A taxa Selic é uma ferramenta de controle da inflação e qualquer alteração que o Banco Central realiza resulta na queda ou alta da inflação.


De que forma a mudança na taxa Selic influencia a sua vida financeira?


Quando as pessoas estão consumindo mais é certo que os preços aumentem. Para que isso não ocorra, o governo eleva a taxa de juros com a finalidade de desestimular o consumo e evitar a alta da inflação. Dessa forma, fica mais difícil obter empréstimos e financiamentos não só para os consumidores, mas também para as empresas porque ficam mais caros. Logo, o empreendedor que deseja fazer investimentos como melhorias no seu produto, ou expandir o seu estoque vai encontrar dificuldade em realizá-los.


Acontece o inverso quando a inflação está em queda. Nesse caso, diminui-se a taxa de juros com o intuito de estimular o consumo e aquecer a economia. Em agosto deste ano, a taxa Selic chegou a 2% sendo o menor valor da história.

Quer saber mais sobre o assunto? A EPPEN JR pode te ajudar! Você pode entrar em contato conosco clicando aqui. Ah! Não se esqueça de nos seguir em nossas redes sociais para estar sempre atualizado sobre esse e muitos outros assuntos.

Quer saber mais sobre a gente?

Confira agora nosso artigo "O que é uma Empresa Júnior?"

e nos acompanhe nas redes!

EPPEN JR Consultoria

UNIFESP Osasco

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo